5 coisas que eu já quis ser

Em 10.05.2015   Arquivado em Rotaroots 0 comentário aguardando moderação

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

Uma das propostas do mês do Rotaroots é essa aqui: “todo mundo já quis ser de um tudo nessa vida, de coisas reais a absurdinhas. Que tal fazer uma lista relembrando tudo aquilo que você um dia respondeu a pergunta “o que você vai ser quando crescer?” Então, chegou a hora de saber o que já se passou nessa minha cabecinha e o que eu respondia quando me faziam essa pergunta.


Fonte fotos: Foto 1, Foto 2, Foto 3, Foto 4 e Foto 5

1 – Bailarina – Esse era o sonho da Renata de 6-7 anos. Acreditem ou não, mas eu nunca fiz ballet. Fiz aula de dança na escola, que envolvia umas coisas de ballet, fiz várias apresentações na escola, mas não era nada parecido com o que a gente conhece por ballet mesmo. Achava tudo lindo (ainda acho) e queria poder dançar usando collant e tutu rosa.
2 – Pediatra – Aí fui crescendo e veio a ideia de ser Médica. Mas do que? Tem tanta área. Aí na minha cabeça de 7-12 anos achava que ser Pediatra era a melhor coisa do mundo. Tinha esse pensamento porque eu fui filha única até meus 8 anos. Depois que meu irmão nasceu, eu percebi que eu não tinha paciência com criança pequena e isso veio se confirmar com o passar dos anos com o nascimento dos meus outros dois irmãos (o caçula nasceu quando eu tinha 11 anos).
3 – Oftalmologista – Logo em seguida eu comecei a usar óculos e nas idas ao oftalmologista eu vi que era uma área que dava dinheiro (olha a mente da pessoa com 13 anos). Botei na minha cabeça que ainda ia fazer Medicina, mas que eu iria ser oftalmo.
4 – Ortopedista – Nessa mesma época eu fraturei meu dedo anelar da mão direita e precisei ir para um ortopedista. Via a clínica que eu frequentava super lotada e achava que também dava uma boa grana. Aí passei a pensar nas duas possibilidades, a de ser Oftalmo ou Ortopedista. Ainda passou pela minha cabeça a ideia de ser Fisioterapeuta, mas não fortaleci tanto a ideia quanto as outras áreas (mentira, cheguei a me inscrever pra fazer vestibular pra fisioterapia, mas não fiz a prova. E fisio era minha 3ª opção na Novafapi – local que eu cursei Biomedicina).
5 – Geneticista – O tempo passou, eu fiz o PSIU (programa seriado de ingresso a universidade) e me lasquei nas provas do 1º ano. A ideia de fazer Medicina já era algo bem distante. Chegou o 3º ano e eu me APAIXONEI pela Genética. Assistia as aulas de biologia com um brilho nos olhos e decidi que era aquilo que eu queria ser. Tanto que me inscrevi pra Biologia no vestibular da UFPI e da UESPI. Lembro que estava lendo o Guia do Estudante e procurando por áreas que eu poderia fazer pra ser Geneticista, e vi que poderia fazer Biomedicina também, mas na época não tinha o curso aqui. Eis que no final de 2005 a Novafapi estava anunciando que teria vestibular pra Biomedicina aqui. Fiz, fui aprovada, cursei e me formei. Tá, e a ideia de ser Geneticista? Mudou depois que eu vi que o buraco era mais embaixo kkkkkkkkkk

Bem, com certeza eu tive outras ideias, tipo contadora, arquiteta, enfermeira, etc, mas essas foram as que eu realmente cogitei ser.

E o que vocês queriam ser?

;*

FUI!!!

  • Gabriela

    Em 10.05.2015

    Também já quis ser bailarina, mas nunca quis ir pra área médica, haha. http://www.alemdolookdodia.com

  • Luiza

    Em 10.05.2015

    Você manteve uma consistência muito legal nas suas escolhas, sempre pensando na área da saúde. :) Eu por outro lado pensei em ser de tudo na minha vida antes de finalmente tomar uma decisão, hahaha.

    Abraços

  • Amanda Salinas

    Em 10.05.2015

    Da sua lista eu só quis ser geneticista, sempre gostei de biologia ( estou cursando ciências biológicas), mas hoje em dia não quero ser mais, quero algo mais voltado pra perícia talvez. Vamos ver no que dá.
    Biomedicina é bem legal também <3

    Beijos