Mudanças

Em 14.08.2013   Arquivado em Blog, Dia a dia, Familia 0 comentário aguardando moderação

Se tem uma coisa que acontece sempre na nossa vida, às vezes querendo e outras não é a mudança. Seja ela de rotina, de emprego, de escola, de telefone, de carro, de visual, de vida. E o que mais aconteceu na minha vida nesses últimos meses foi a danada da mudança. Tudo começou em março, quando minha mãe teve aquele problema de saúde. Na época foi ‘diagnosticado’ derrame mas foi algo bem mais grave que não quero comentar aqui. Esse problema me trouxe uma mudança na rotina e na forma de viver. Passei a fazer serviços de casa, tinha que chamar amigos pra dormir comigo (porque eu não poderia dormir só e ela estava na casa da minha tia) e, por causa desse motivo aí que uma mudança que tentamos evitar por um bom tempo teve que acontecer.

Com minha mãe doente e na casa da minha tia, vimos que não tínhamos mais condições de morar lá naquela casa. A casa era grande e eu morava bem no centro da cidade (sim, meu vizinho da direita era uma loja de um chinês que vendia bolsas e bugigangas, o da esquerda era uma loja de linhas e na frente era uma de tecidos). Durante o dia não havia problemas, porque a rua era movimentada mas durante à noite ficava complicado pra eu chegar sozinha em casa, ou ficar sozinha lá, pois não havia um cristão na rua.

Em abril decidimos que teríamos que sair dali e a saga em busca de um apartamento pra morar voltou. Sim, voltou. Eu já procurava por um desde 2011, mas nunca achava nada que me agradava. Minha mãe disse que tinha vontade de morar no mesmo condomínio que minha prima, mas eu nunca achava alguma apartamento que fosse do condomínio nos sites das imobiliárias que eu olhava. Eis que um dia eu resolvi dar uma passada lá (ou melhor, aqui) e vi que tinha uns pra alugar. Peguei o contato da imobiliária fui com meu tio atrás. Viemos no apartamento e gostamos dele, apesar de ser no 1º andar. Enquanto estava em Belém (pro CIELLA) o pessoal foi atrás de toda a papelada pra assinar o contrato e bem, cá estou eu escrevendo de lá.

A mudança foi muuuuuito demorada. Tipo, em maio começamos a organizar as coisas aqui, mas só em junho foi que alguns móveis vieram pra cá e em julho foi que a mudança foi concretizada. A demora maior foi pra botar o telefone aqui, instalar a internet (nem sou viciada) e arrumar armários, prateleiras, montar meu guardarroupa (juro pra vocês que o pior momento de toda a mudança foi ficar 1 mês sem ele lá na casa velha. Minhas roupas ficaram dentro de uma mala e de sacolas, mas eu ficava com preguiça de pegar as roupas que estavam mais escondidas e usava poucas peças repetidas vezes). Outro momento difícil foi me despedir do meu gatinho, o Leleco. Ele foi adotado por uma amiga de uma prima da minha mãe, mas pense numa pessoa que chorou muito. Tô com muita saudade dele, mesmo sabendo que ele tá bem lá na nova casa.

A primeira vez que eu dormi aqui no apartamento foi no primeiro final de semana de julho, quando trouxeram a cama da mãe e eu não tinha como dormir na casa velha (porque era eu, minha mãe e uma tia e o quarto só cabia duas redes). Foi uma noite sofrida. Eu tava começando a gripar, deu insônia, eu soube de uma notícia que não me deixou feliz… Resultado, DORMI NO SOFÁ! Foi o lugar mais confortável que eu achei naquela noite. Passei a semana seguinte dividida entre a casa e o apê. Viemos “de vez” no dia 13 de julho.

Mas não foi só nisso que teve mudanças. Quem visitou o blog nesses últimos tempos percebeu que o tema mudou e que agora eu tenho dois colaboradores. Uma é minha irmã e o outro é meu melhor amigo. Eles vão vir falar basicamente de livros e filmes, respectivamente, mas isso não quer dizer que o blog vá perder o caráter “pessoal” que ele carrega desde o início. A entrada deles aqui foi mais pra “movimentar” o blog, trazer mais posts e mais variedade, já que eu ando levando meses pra terminar de ler um livro de 250 páginas, enquanto minha irmã lê um livro assim em 2 dias. E o Gito vai trazer filmes que, muito provavelmente, eu não assistiria, mas que são conhecidos do público (vide o post dele sobre o filme O Homem de Aço).

Então, este era um post que eu queria ter feito assim que as novidades do blog estreassem, mas eu ando tãããããão atarefada que acabo esquecendo de tudo.

;*

FUI!!!

  • Maíra

    Em 14.08.2013

    ahuahuaa, pois é, eu não consigo me comprometer assim, por causa do tempo mesmo ahuhuah
    ahh que bom que gostou renada :DD

    re *-* poxa vida, quanta coisa, mudança é necessária mesmo, mesmo que venha de sopetão! mas calma, as coisas vão melhorar, sua mãe vai melhorar e tudo vai dar um jeito você vai ver!

    e o novo layout, tá LINDO *—-*
    e para os colaboradores, sejam bem vindos!

    beijinhos :*

  • Edwin Lafaiete

    Em 14.08.2013

    Eita rê, quanta mudança. Essa palavra meio que me assusta, você nunca sabe o efeito que isso terá em sua vida, também passei por várias e passo até hoje. Mas vamos que vamos, iremos superar tudo :D

    boas vindas aos colaboradores :D
    e te indiquei em uma TAG la no blog,
    http://www.oquefaltou.com/2013/08/tag-conhecendo-o-blog.html
    bj .

  • Luly

    Em 14.08.2013

    Mudanças a gente não pode evitar, né? Acho meio hipocrisia quem fala que “mudar é sempre” bom porque não é – muitas vezes é bem ruim. Mas quando é ruim aa gente transforma em bom!
    Quando eu bati os olhos no post do seu amigo sobre o filme sabia que não era seu, o jeito de escrever é diferente. Mas gostei da ideia da colaboração deles!!!!

  • Gih Santos

    Em 14.08.2013

    Nossa mudança e suas responsabilidaes, eu acho chato, mas sempre vejo algo positivo nisso. Confesso que estou passando por essa fase tbm…

    Super Beijos