Para todos os garotos que já amei

Em 27.07.2015   Arquivado em Livros, Resenha 0 comentário aguardando moderação

O livro traz a história de Lara Jean, uma garota de 16 anos, filha do meio, que é bem ligada a sua família. Sua irmã mais velha, Margo, está de partida para a Escócia, onde ela vai fazer faculdade. Margo é bem preocupada com as irmãs e ela trata Lara Jean e Kitty (a caçula) como filhas, já que o pai delas é um médico bem ocupado e a mãe já faleceu (enredo clichê, né?).

A vida de Lara Jean sofre uma reviravolta quando ela descobre que as 5 cartas que ela escreveu para os 5 garotos que ela amou durante a vida toda sumiram. Essas cartas eram uma forma dela colocar tudo que ela sentia pelo garoto e que nunca teve coragem de falar, e assim que ela escrevia a carta era como se ela deixasse de gostar dele. Alguém (no final descobrimos quem foi) enviou a carta para os meninos. No dia seguinte ela se depara com Josh, seu crush desde sempre, mas que por ironia da vida tornou-se namorado da Margo (no caso, ex-namorado, já que a irmã mais velha deu um pé na bunda nele).

Outro que também recebe a carta é Peter K, um garoto que Lara beijou no 7º ano. Peter é o típico cara que namora a menina mais popular/temida/invejada/todos os clichês possíveis da escola, que no caso é Genevieve, uma ex-amiga de Lara Jean. Todos dizem que ele não vale nada, mas Lara tenta provar que ele não é como as pessoas pensam.

Lara Jean sabe o quanto a irmã gosta de Josh e, com a revelação da carta, ele meio que se abriu para ela. Mas Lara tem medo de magoar sua irmã, e para que ele se afaste dela ela inventa que está namorando Peter. Eles começam um namoro de mentira, com regras e tudo, já que ela quer se afastar do ex-namorado da irmã, e Peter que despertar ciúmes em Genevieve, que terminou com ele pouco tempo antes dele receber a tal carta.

O livro desenrola mostrando o relacionamento de mentira entre os dois. Eles tentam ser um casal normal, mas Lara é inexperiente e pisa na bola algumas vezes, e Peter vira o melhor namorado que uma menina pode ter. Ele conhece a família dela e se dá muito bem com Kitty. Aliás, Kitty é sensacional. Ela é uma criança de 9 anos, mas que tem uma personalidade bem mais forte que a da irmã.

No início Lara Jean é muito apegada a irmã mais velha, e segue muito o que ela diz. Mas com a distância entre elas é possível ver como ela amadurece, tomando as suas próprias decisões e sendo mais independente. A distância quase atrapalha o relacionamento das duas, como acontece na vida real, ficar muito tempo longe de alguém pode ser um problema, mas elas acabam bem.

A leitura é bem fácil, bem fluida, com capítulos bem curtos, o que faz você devorar 15 capítulos sem notar (juro que li metade do livro enquanto o Brasil penava contra a Argentina no jogo de vôlei) e os personagens são cativantes. As três irmãs são coreanas e com isso tem muito da cultura deles no livro.

Falando em ser coreana, uma das melhores cenas do livro todo vem desse fato. Tem uma festa de Halloween e Lara Jean decide ir fantasiada de Cho Chang. Josh, ironicamente, vai de Harry Potter. Quando eu li comecei a rir LOUCAMENTE. Que referência perfeita. Fora que ela diz que o terceiro livro é o melhor da série e ainda pergunta se Peter não tem alma por nunca ter lido a saga! Reações típicas de uma potterhead xD

Não tenho ponto negativo pra falar do livro. Aliás, tenho um: QUERO LOGO A CONTINUAÇÃO. O livro termina com aquele ar de “eu quero logo o segundo livro!” Desesperada como eu sou já pedi meu exemplar de “PS: I still love you” pela Saraiva (sim, vou ler em inglês).

Para Todos os Garotos que Já Amei # 1 – Jenny Han
ISBN-13: 9788580577266
ISBN-10: 8580577268
Ano: 2015 / Páginas: 320
Idioma: português
Editora: Intrínseca

E aí, gostaram? Esse foi o outro livro que eu solicitei no mês passado pra Intrínseca, li o primeiro capítulo e me encantei com o livro. Demorei uns 2 dias pra ler devido ao meu tempo apertado (férias no fim e eu tenho 1527 coisas pra fazer).

;*

FUI!!!

  • Tatiana Nais

    Em 27.07.2015

    Que maldade falar tão bem desse livro, Re! Tô morrendo de vontade de ler desde que ele saiu. Só a capa e o nome me chamaram muito a atenção. Provavelmente vou incluir ele na minha próxima compra. <3 Já estou ansiosa e prevendo que vai ser um daqueles livros que vou ler de uma vez só. Beijo!

  • Anna Kühl

    Em 27.07.2015

    Renata, que fofura de blog o seu!
    Obrigada pela visita lá no Creyssa =)
    Beijos

  • Lívia

    Em 27.07.2015

    Em primeiro lugar: esmalte lindo <3 houve uma época em que eu só usava essa cor nas unhas ^^
    Quem nunca escreveu cartas pra quem amava (ou achava que amava) e nunca enviou, não é? Eu passei por momentos de fúria na adolescência e acabei queimando tudo, mas me arrependo. Seria legal relembrar.
    Ah, que graça as fantasias deles *-* adoro quando um livro faz referência a outro assim, na cara dura heh
    Acho que esse seria o tipo de livro que eu leria rapidinho também, viu?
    Beijo, Rê! E força aí na reta final do desafio.

  • Camila Faria

    Em 27.07.2015

    Oi Renata, a história parece ser tão gracinha! E gostei das irmãs serem coreanas, acho bacana quando os livros abordam costumes de outras culturas. Fofa a sua resenha!