Quem é você, Alasca?

Em 24.01.2014   Arquivado em Dicas, Livros, Resenha 0 comentário aguardando moderação
Edição: 1
Editora: WMF Martins Fontes
ISBN: 9788578273422
Ano: 2010
Páginas: 229

Sinopse: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o “Grande Talvez”. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao “Grande Talvez”.

E finalmente eu li o último livro do John Green que faltava. O mais engraçado é que esse foi o primeiro livro lançado por ele e o último que eu li, e o primeiro que eu li foi o último lançado. Tem alguns dias que eu li “Quem é você, Alasca?”, mas só agora tive tempo de refletir e pensar numa resenha.

Miles Halter sai da casa dos pais para estudar em Culver Creek em busca do “Grande Talvez”. Lá ele conhece Chip Martin, também conhecido como “O coronel”, que será seu companheiro de quarto. Chip o apresenta para Alasca, uma menina muito bonita, mas muito misteriosa. Alasca geralmente não gosta de perguntas que comecem com “Como” ou “Por que”. A partir de então, começamos a viver junto com os três, juntamente com Takumi e Lara, sentindo medo do “Águia” (reitor dos alunos), pensando sobre religião com o Dr Hyde, no Antes, primeira parte do livro, aproveitando cada farra, cada plano bolado pela Alasca, cada diálogo, ações feitas inesperadamente, cada pergunta e os questionamentos, “Como saímos deste labirinto de sofrimento?”

Aí acontece algo e já estamos no Depois, segunda – e última – parte do livro. Nessa parte começamos a refletir tudo que foi lido anteriormente, a tentar responder perguntas feitas no início do livro, tentar entender o real sentido da vida, do universo, a pensar onde atitudes impensadas podem nos levar, em como elas podem nos tornar outra pessoa. Ia postar algo aqui, mas soaria como spoiler, e eu não gosto disso. Passei o livro inteiro pensando no seu título, tentando achar uma definição para Alasca, mas não consegui. Ela é tão intensa que não há como defini-la em exatas palavras.

“Quem é você, Alasca?” é um livro intenso, mas de leitura fácil e prazerosa. Agora posso fazer meu top ranking do João Verde e asseguro que ele é meu 2º livro favorito dele, só perdendo para meu xodó mor, que é “A culpa é das estrelas”.

Livro mais do que recomendadíssimo e lembrem que ele é prêmio da promoção do blog.

“Quanto tempo é um instante? Um segundo? Dez? … Mas o que diabos significa “instantâneo”? Nada é instantâneo. Arroz instantâneo leva cinco minutos, pudim instantâneo uma hora. Duvido que um instante de dor intensa pareça instantâneo”

Miles Halter

Por hoje é só isso.

;*

FUI!!!

Página 4 de 6123456