007 – Operação Skyfall

Sinopse: O roubo de um HD contendo informações valiosas sobre a identidade de diversos agentes, infiltrados em células terroristas espalhadas ao redor do planeta, faz com que James Bond (Daniel Craig) parta atrás do ladrão. A perseguição segue pelas ruas de uma cidade na Turquia e acaba em cima de um trem. Precisando impedir que a peça seja levada, M (Judi Dench) ordena que a agente Eve (Naomi Harris) dispare, mesmo sabendo que o tiro pode atingir Bond. É o que acontece, fazendo com que o agente 007 despenque de uma altura incrível. Considerado morto, Bond passa a levar uma vida como “fantasma” até assistir, pela TV, o ataque terrorista sofrido pelo MI6 em plena Londres. Disposto a mais uma vez defender seu país, ele retorna à capital inglesa e se reapresenta a M, mesmo guardando uma certa mágoa dela por ter ordenado o disparo. Logo eles descobrem que o responsável pelo roubo e o atentado é alguém que conhece muito bem o modo de funcionamento do MI6.

Até começar essa “série” de filmes do 007 com o Daniel Craig eu nem dava muita importância, mas depois que vi Cassino Royale eu fiquei louca com tudo. 007 é daqueles filmes que você fica sem ar nas cenas de ação, você ri do humor “sarcástico” do personagem principal (e dos coadjuvantes também), você torce pros coadjuvantes (eu super torço pro Tanner!). Enfim, é um filme que vale MUITO a pena assistir. E eu não tô falando só desse não.

Com relação ao Skyfall. Pra variar fui sabendo de quase nada (sério, eu procuro não sair feito uma louca de informações sobre os filmes pra não me decepcionar). Só sabia que era o 23º filme sobre o agente e que esse ano o primeir filme completou 50 anos. Só. Fiquei encantada com o filme. Principalmente as cenas feitas na Turquia (detectei cenários de Salve Jorge!), Xangai e Macau. Eu quase prendi minha respiração na cena que ele anda de moto sobre os telhados. Muito louca. Também conhecemos um pouco mais do metrô de Londres. Lembrei de umas coisinhas aí.

Com relação a história. É um pouco confusa no início porque ele já chega tentando decifrar o roubo de um disco rígido que contém informações importantes e que nas mãos erradas seria um estrago total. Aí ele começa a perseguir um vilão e depois você descobre que esse vilão não é o principal vilão da trama e com o passar do filme você descobre algo do vilão que é importante pra entender todo o resto do filme e tals.

É um filme bom, tem o Ralph Fiennes no elenco (juro que eu dei uma cotovelada na minha irmã quando ele apareceu. Não tinha prestado atenção no clipe de abertura e não vi o nome dele) e a Helen McCrory (outra cotovelada na minha irmã! Reconheci a Helen na hora que apareceu!! Narcisa e Voldie… ô dupla!).

Enfim, mudando de assunto. Sei que sumi. Confesso que foi 90% por preguiça e 50% por falta de assunto. Tô quase de férias da federal e não quero comentar sobre alguns assuntos aqui (olho gordo, sabe?) e acabo postergando e não postando. Tentarei não demorar a postar!

;*

FUI!!!

Comente este post!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Edwin Lafaiete

    não me lembro de ter visto filme de 007, pq eu não entendia.. as vezes passava na tv um atrás do outro, trocando os atores, eu fico sem entender kk , entendi a ligação do metrô viu rs . eu to de férias desde maio, dia 3 de dez começa tudo de novo. é amiga, olho gordo tá chovendo :$.

    to colocando teu banner lá no meu blog; 😀

  • Allana

    To querendo assistir esse filme. Logo que saiu nem dei muita importância, mas já ouvi tanta, mais tanta gente falar que é bom que agora estou extremamente curiosa!
    O primeiro 007 que assisti e que eu gostei bastaante foi Cassino Royale que, até agora, é o melhor pra mim! HAHAHA

    Bjss

  • Bruna

    O olho gordo realmente é um problema, até pq sei que tem gente que entra no meu blog só pra stalkear mesmo…
    Quanto ao filme, achei legalzinho, mas só fui ver porque perdi a sessão do outro filme que queria ver. Não teria visto 007 se tivesse outra opção, esse tipo de filme não me agrada tanto… mas deu pra divertir.